top of page
  • Mariana Raminhos

Drama do Parlamento

O presente artigo foi escrito dia 7 de novembro de 2023, quando António Costa se resignou da posição de Primeiro-Ministro.

 

António Costa apresenta a sua demissão e as razões que suscitam esta decisão são as do costume: a suspeita de uma corrupção. Num país onde o Zé Povinho anda a contar tostões para sobreviver, assistimos a uma completa instabilidade política.



A história começa muito antes de o Ministério Público abrir uma investigação sobre os projetos de lítio e do hidrogénio verde, um megaempreendimento na localidade de Sines que iria diminuir a emissão de CO2. Pode não parecer o Euromilhões para o típico português, mas, na realidade, é o jackpot da União Europeia.


O suposto investimento neste negócio iria abrir portas para fundos comunitários, «em condições preferenciais e com regras menos estritas em matérias como os auxílios de Estado.» (1) Quem iria também ganhar o grande prémio seriam as empresas EDP e GALP, isto, claro, se o Ministério Público não estragasse a festa. Entre os crimes em investigação, estão a corrupção e o tráfico de influências, com o chefe de gabinete do ex-primeiro-ministro e o seu consultor mais próximo como convidados, entre outros, porque o sentido de uma mão lava a outra nunca me pareceu tão real.


Os próximos capítulos têm como protagonista o «Presidente de todos os portuguese»”: Marcelo Rebelo de Sousa. Conhecido pelos seus comentários opinativos, até mesmo quando os diplomatas não lho pedem, apresenta-se com uma postura curiosamente tranquila. Sua Excelência tem duas opções: ou mantém o governo como está e o PS elege um novo Primeiro-Ministro, visto que têm maioria absoluta, ou vamos outra vez a eleições. Parece simples, porém, na realidade, o trunfo está no baralho do partido socialista, já que a dissolução do parlamento só poderá ser completada com os devidos processos eleitorais, que poderão ser tão lentos como as filas de espera do SNS. Entretanto, a restante maioria dos partidos políticos corre deslumbrada pelas supostas legislativas antecipadas, onde todos visionam e exigem uma mudança fulcral. Eu só não entendi o que é que visionam para o futuro de portugueses de bem, porque perspetivas para o presente são uma incógnita. Desta forma, aguardo que o Sr. Presidente Marcelo traga também esta resposta.


Outras fontes



Editado por Mafalda Vale

79 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Nosso Último Beijo

Aviso: referência a suicídio e automutilação Nota: ler ao som de Ceilings, de Lizzy McAlpine. Ali, com a Eva, o Chris sentia-se em paz. Já há duas horas que estavam sentados naquele velho banco de mad

Our Last Kiss

TW: self arm, suicide Note: read while listening to “ceilings” by Lizzy McAlpine Chris felt at peace, there with Eva. They had been sitting on that old wooden bench for the past two hours. Eva had jus

pedir permissão

estava a andar na rua e senti o cheiro do teu perfume. e foi aí que a minha mente mergulhou naquele dia em que estávamos deitados num jardim a trocar beijinhos e caretas enquanto um céu de mil cores s

Comentarios


bottom of page