top of page
  • Foto do escritorJornal O Cola

A Alquimia


O vitral da nossa colina,

A esmeralda em guindaste,

O adágio do nosso amor.

Paradoxais corredores vazios,

Labirintos ensurdecedores

Onde desabrocha o teu fulgor,

Onde sucumba o meu terror.


(Voa pelos encantos litúrgicos.

Descobre os caminhos sangrentos.

Refugia-te no fundo do poço.

Ignora a rosa dos ventos.)


Transforma-te em poesia,

A metamorfose mais bela.

Tenta sempre abrir aquela janela

Onde morre a arrogância,

Onde perdura a alquimia.


Por Ezquiel Samora

Editado por Sofia Lopes


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Nosso Último Beijo

Aviso: referência a suicídio e automutilação Nota: ler ao som de Ceilings, de Lizzy McAlpine. Ali, com a Eva, o Chris sentia-se em paz. Já há duas horas que estavam sentados naquele velho banco de mad

Our Last Kiss

TW: self arm, suicide Note: read while listening to “ceilings” by Lizzy McAlpine Chris felt at peace, there with Eva. They had been sitting on that old wooden bench for the past two hours. Eva had jus

pedir permissão

estava a andar na rua e senti o cheiro do teu perfume. e foi aí que a minha mente mergulhou naquele dia em que estávamos deitados num jardim a trocar beijinhos e caretas enquanto um céu de mil cores s

Comentarios


bottom of page