top of page
  • Foto do escritorMariana Calha

Cinema ao Ar Livre

Este é um plano para fazer em família, entre amigos ou até mesmo sozinho. A experiência de cinema ao ar livre já foi, muitas vezes, sugerida na agenda cultural d'O Cola e continua, sem dúvida, a ser um plano que recomendo! O ambiente é acolhedor e as mantas que oferecem nas noites frias aquecem-nos o corpo, enquanto o filme nos aquece a alma. 


O Arroz Estúdios é um coletivo cultural que, em parceria com a Black Cat Cinema, promotora de filmes em diversos espaços culturais diferentes, transformam a passagem de filmes de algo banal para uma experiência única. Além da diversidade cinematográfica, há ainda um horário completo de datas para que ninguém perca o evento. É certo que a lista de filmes contém clássicos imperdíveis, dando vontade de rever até mesmo a  quem já os tenha assistido.


Localização do Arroz Estúdios - Avenida Infante Dom Henrique, AAFC, 1900-320 Lisboa


Cheios de causas e vontades, são pet-friendly e lutam, atualmente, contra a perda dos seus espaços. Desta lista fazem parte: Palácio do Grilo, Arroz Estúdios, Escala 25, IDB Rooftop e Hub Criativo do Beato. Localizadas em Lisboa, todas estas «salas» ao ar livre tentam proporcionar a melhor experiência possível aos espectadores, oferecendo mantas e um complexo de cadeiras de onde já não apetece sair durante o resto da noite. As pipocas, as pizzas e as bebidas são alguns dos acompanhamentos possíveis para disfrutar ao longo do filme.


Foi no passado dia 26 que tive a oportunidade de experienciar uma noite de cinema ao ar livre, na qual foi exibido o filme Captain Fantastic. Recomendo mais uma vez o espaço e recomendo vivamente o filme! Este clássico, que nunca tinha visto, prende-nos pela trama da comédia aliada ao drama. Aborda temas como a educação, a morte e a felicidade de um prisma bastante diferente. Ben, o personagem principal, mostra abordagens alternativas, não aceites, e muito menos respeitadas pelo mundo ao seu redor, de como educar os seus filhos e de como lidar com os problemas através da sua comunicação espontânea e direta com eles. Isolados do mundo, a vida que têm é o seu exemplo de normal; mas é quando saem da floresta que percebem o mundo lá fora, o real, e começam a sentir dificuldades sociais. Deixa-nos sem dúvida a refletir sobre a realidade  atual, sobre as nossas sociabilidades, e, eventualmente, sobre a educação que gostaríamos de dar aos nossos filhos.


Este é, telegraficamente, o plano ideal para um final de tarde ou para descontrair mais à noitinha, com amigos ou família e umas pipocas a complementar, aquela que será, sem dúvida, uma experiência que vais querer repetir.



Editado por Maria Beatriz Vieira

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page